Quem nós somos

A Clínica Medica Exercício do Porto (CMEP) foi criada em 2010 com o objectivo de prestar serviços altamente especializados de medicina preventiva, melhoria da performance individual e funcional, promovendo saúde e longevidade.
É um modelo inovador no mercado nacional, baseando a sua oferta não só ao nível do tratamento, mas sobretudo na manutenção e melhoria da condição física e mental como um todo. Dirigida a pessoas de todas as idades, praticantes de desporto amador ou profissional, com ou sem doença ou que apresentem um ritmo intenso de treino ou de trabalho.
Trata-se, pois, de um conceito global que reúne conhecimentos físicos e fisiológicos, gerindo a performance física numa perspectiva holística, isto é, não está só em causa a parte física ou traumatológica, em caso de recuperação, mas também uma visão fisiológica que a investigação e o acompanhamento médico feitos em atletas de alta competição trazem ao comum do cidadão, numa simbiose de desporto e saúde totalmente inovadora nosso país.
Percebe-se, assim, que apesar da medicina desportiva ser parte da vocação da CMEP, seu âmbito de atuação seja bastante mais alargado, focalizando-se em todas as questões de saúde e bem-estar relacionadas com o exercício físico bem como questões de longevidade, o que lhe permite assumir-se como um espaço de eleição, diferenciador na prescrição de exercício orientado e no tratamento das patologias músculo-esqueléticas, resultantes da atividade desportiva ou do envelhecimento.
A CMEP está atualmente a desenvolver mais um projecto inovador que é a criação de uma sala de hipóxia.
A exposição à altitude tem vindo a ser utilizada ao longo dos anos com um método de melhoria de rendimento desportivo. O facto de o atleta treinar num ambiente rarefeito, com menor quantidade de oxigénio, irá promover uma série de adaptações fisiológicas com a ambição de incrementar a performance.
A construção da sala tem como objectivo conseguir as referidas adaptações evitando o deslocamento do atleta para zonas montanhosas, longe dos seus locais de treino e do seu ambiente familiar.
Paralelamente, um dos fenómenos do envelhecimento consiste em criar várias pausas nos sistemas orgânicos e hormonais do indivíduo, nomeadamente na produção dos glóbulos sanguíneos, promovendo a fadiga e perda da capacidade funcional, promovendo a morbilidade.
A utilização da hipóxia em uso clínico é uma novidade a nível internacional, já reconhecida como útil nos meios académicos e médicos mas ainda com uma baixa oferta no mercado, fruto dos elevados investimentos e da necessidade de especialização que esta área exige dos seus profissionais.
Recentemente, em congressos da especialidade de medicina anti-envelhecimento e funcional, área de maior investimento actual nos EUA, tem-se vindo a referir a lógica da exposição à altitude como um método de promoção de um envelhecimento ativo, através da melhoria da produção hormonal criando um efeito energizante. Associadamente a isso, efeitos benéficos no tratamento de obesidade, diabetes e asma tem sido descritos.
Sendo assim, a construção desta sala irá simultaneamente promover o desempenho desportivo e investigar os efeitos da hipóxia na longevidade, como método de promoção de um envelhecimento activo e de diminuição da respectiva morbilidade. Para poder potenciar todo este projecto, foi assinado entre a CMEP e a Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP) um protocolo de colaboração no âmbito de investigação de treino de altitude.
A CMEP procura ser uma referência na área do desporto e de anti-envelhecimento. A intersecção dessas duas áreas deu à clínica uma sólida experiência na área de hipóxia, que está a ser usado para aplicações diferentes em ambas as áreas.
Sendo a medicina anti-envelhecimento uma das áreas mais atraentes para o futuro da medicina, há um claro foco em desenvolver produtos inovadores associados à área de investigação, tendo sido por isso a criação da sala um investimento fundamental e prioritário.